Go to content; Go to main menu; Go to languages.

Conselhos para os preparativos do parto de um bebê anencéfalo

Falar que dos males este é o menor seria arrogante. No entanto, algo de verdade existe neste pensamento. Por pior que seja ficar sabendo no meio da gravidez que seu bebê falecerá pouco após o parto, também é importante que vejamos as faces positivas.

Seu bebê vive...ainda! Cada momento desta vida é imensamente valioso, temos plena consciência disto. Você não precisa esperar o momento do nascimento para criar um vínculo com seu bebê, para criar o amor ao seu bebê.

O tempo restante da gravidez lhe permite fazer os preparativos para o parto, a vida e a morte do seu bebê com calma. Muitas coisas estarão fora de controle, aproveite este momento para organizar agora aquilo que pode ser organizado, para que os momentos que lhe restam com seu filho não sejam encobertos por preocupações de ordem prática.

Para lhe ajudar com estes preparativos, juntei algumas idéias valiosas.

Antes disto, porém, um pensamento:

Sempre que um bebê anencéfalo nasce, relembro do tempo que tivemos com Anouk. Aquilo que foi bom, o que poderia ter sido melhor. Espero que estes pais tenham momentos sem mágoas com seu bebê especial, que não cometam os mesmo erros que nós cometemos que não se arrependam mais tarde sobre algo que possam ter esquecido ou não feito. Uma vez quando estive pensando sobre o que me arrependo não ter feito, Deus me mostrou uma história da Bíblia:

Quando eles continuaram, porém, Jesus chegou a um vilarejo. Vivia lá uma mulher de nome Marta, que o acolheu. E ela tinha uma irmã, chamada Maria, que se sentou aos pés do Senhor e ouviu seu sermão. Marta, porém não parava de servi-lo. Então ela se aproximou e perguntou: “Senhor, não Te perguntas por que minha irmã me deixa servi-lo sozinha? Diga-lhe que ela me ajude!” O Senhor, porém respondeu: “Marta, Marta, você se preocupa muito. Uma coisa, porém carece: Maria escolheu a parte boa. Isto não pode ser tirado dela”.
Evangelho de Lucas 10.38-42

Tantas coisas nós deixamos de fazer, mas Deus me disse:
“Uma coisa, porém carece”. De amar a nossa filha com toda a intensidade, do fundo das nossas almas. Não dei banho em Anouk, nem tentei amamentá-la... Mas Deus me consolou e me disse: “uma coisa careceu e você o fez.” O amor que demos a Anouk nunca mais, ninguém poderá tirar de nós!
Monika

 

Antes do parto

Se você souber se será menino ou menina, dê lhe o seu nome!

Cante cantigas, toque sua música preferida. Conte ao seu bebê o que você sente por ele, o que gostaria de lhe mostrar, quais os sonhos que teve para ele.

Procure amigos e pessoas que apóiam a sua escolha de levar a gestação a termo. As semanas que você terá, não serão fáceis, então se precisa de pessoas nas quais possa se confiar, ante as quais não há necessidade de se justificar o tempo todo.

Escolha um médico / uma parteira que seja confiável e que aceite sua decisão.

Onde será o nascimento do seu filho? No hospital, parto ambulante, em casa?

Converse com seu médico, sua parteira sobre o procedimento do parto. (se farão indução, se será usada anestesia etc.). Resuma isto em um Plano de parto que será colocado junto ao seu arquivo de paciente. Este plano deve ser simples e claro, para que possa ser entendido e respeitado mesmo na pressa. Assim você terá a certeza, de que mesmo na ausência do seu médico / da sua parteira, seus desejos serão respeitados. Não entre muito em detalhes, pois podem acontecer muitos imprevistos que poderão embaralhar seu planejamento.

Como você imagina a vida do seu filho? Quais as providências que os médicos deverão tomar o que eles não devem fazer? Este bebê é seu e não pertence ao hospital! Você sozinho decide, como seu filho deve ser tratado. Sobre este ponto pode ser útil conversar com um neonatologista durante a gravidez do hospital onde será o parto. Ele pode lhe dar respostas a muitas perguntas e juntos com certeza encontrarão um caminho bom. Você por exemplo pode pedir que os exames de rotina no bebê só sejam feitos depois que você o tenha segurado um pouco.

Se possível, exija que o bebê fique com você no quarto e não no berçário.

Se escolher um parto ambulante ou em casa, entre em contato com uma parteira que possa cuidar de você no pós-parto em casa.

Se você já tiver filhos, você irá querer que estes vejam seu irmãozinho? Converse com seus filhos a respeito, geralmente estes sabem exatamente o que querem e quais os seus limites. Aceite sua decisão.
Nós decidimos desde o começo, não esconder nada dos nossos filhos (6, 5 e 3 anos). Foi importante para os três de ver e tocar sua irmãzinha. Deste modo ela se tornou realidade para eles. E assim eles também puderam ver com os próprios olhos, de que Anouk não seria capaz de viver. Escolha uma pessoa em quem confia para entrar na sala de parto e que cuide deles. Escolha alguém que conheça bem seus filhos. Eles certamente terão perguntas ou necessitarão de consolo. Vocês como mãe e pai não estarão tão disponíveis neste momento.

Quem mais verá seu filho ou estará presente no parto? Esta foi uma decisão difícil para nós. Por um lado, queríamos os poucos momentos que tínhamos com Anouk só para nós, por outro lado existiam nossos pais, que queriam conhecer sua neta. Eu queria muito ter ficado sozinha com Anouk, sem ter que dividi-la com ninguém, mas amor dividido é amor dobrado! Hoje estou muito feliz que outras pessoas também viram Anouk enquanto vivia que eu posso comentar com alguém “lembra daquele momento”?

Crianças anencéfalas muitas vezes são menores do que crianças saudáveis. Escolha roupinhas pequenas, talvez para prematuros. Mesmo que o hospital forneça roupinhas e cobertas, leve suas próprias, escolhidas com carinho. Prepare também um gorrinho pequeno, que a parteira ou enfermeira colocará em seu filho antes que lhe entregue nos braços, para tampar a ferida na cabeça. Não ver a ferida logo no início lhe dá a chance de ver seu filho como bebê normal, o que ele é. Leve mais do que um gorrinho, para ter certeza de que o gorrinho certo estará no meio. Bebês anencéfalos têm cabecinhas pequenas! Ver a ferida depois, pode ser muito importante, mas se você não quiser não se obrigue!

Leve um cobertorzinho para seu bebê, assim ele não será enrolado em um lençol branco de hospital!

Prepare uma lista com os telefones das pessoas que você irá querer chamar após o parto.

Os preparativos que irão querer fazer em casa para a vinda do seu bebê é uma questão difícil. A maioria dos bebês morre pouco depois do parto, mas alguns vivem alguns dias, podendo ser levados para casa.

Lembranças...são muito, muito importantes! Vale a pena pensar a respeito sobre possibilidades de criar lembranças antes do parto. Clique aqui para ver uma lista de idéias.

A lembrança mais importante provavelmente serão as fotos. Clique nesta frase para ver dicas de como fotografar seu bebê anencéfalo.

Muitas vezes também é possível levar seu bebê para casa após a morte. Informe-se sobre esta possibilidade.

 

Viver com um bebê anencéfalo

Não hesite em tirar todas as suas dúvidas. Fale sobre seus desejos, não reprima suas emoções e sentimentos.

Dê tempo a si mesmo

Se o seu bebê for fraco demais para mamar, o leite pode ser retirado e dado a ele através de uma sonda ou mamadeira especial.

 

A morte do seu bebê e o enterro

Ninguém gosta de pensar na morte, muito menos na morte prevista de um filho. Costumamos enterrar nossos avós, que tiveram uma vida repleta, mas nunca imaginamos que um dia podemos vir a enterrar nosso próprio filho recém-nascido.

Porém, é muito, muito importante que você já comece a pensar a respeito desde já. Após o falecimento do seu bebê, provavelmente não estará em estado de espírito para tomar decisões organizatórias e algo que mais tarde pode parecer-lhe importante, pode ser esquecido.
Planejar o enterro do seu filho não significa que você não tenha Fé, que não acredite no poder do Todo Poderoso. Todos estes preparativos serão esquecidos em um milésimo de segundo, se Deus operar um milagre e seu filho nascer saudável.

Mas os preparativos precisam de tempo e energia e estes você certamente não terá, se tudo for deixado para o último momento. É melhor organizar tudo agora, enquanto a cabeça ainda está mais ou menos fria e com certeza, agora você tem mais força do que depois do parto.

 

A todos que entendem algo de inglês eu gostaria de recomendar calorosamente o site "Carrying to Term" de Jane, mãe de Emily Rose.

 

última atualização 19.10.2007